O INSS ERRA

 – O que fazer quando o INSS erra?

Benefício Negado? (Indeferido)

Você sabia que o INSS erra com enorme frequência? Isso mesmo, muitas pessoas têm o benefício negado injustamente pela previdência. Por que isso ocorre?

As causas mais comuns são:

1- Erro na contabilização de contribuições;

2- Períodos especiais (como periculosidade e insalubridade) não considerados;

3- Empregador deixa de recolher as contribuições ou atrasa o recolhimento;

4- Trabalho autônomo ou rural (antes e após 91) não contabilizado;

5- Tempo de serviço militar não contabilizado;

6- Tempo não contabilizado quando o segurado está usufruindo de outros benefícios (auxílio-doença e aposentadoria por invalidez, por exemplo);

7- Período de trabalho realizado fora do país (depende da existência de tratado com o Brasil);

8- Deficiência do segurado não reconhecida.

INSS pode ter que devolver contribuições feitas a mais!

É muito importante saber também que quando você contribui acima do teto em mais de uma fonte você tem direito a restituições referentes a essas contribuições realizadas nos últimos 60 meses. Por Exemplo:

Um médico que trabalha em dois hospitais e recebe aproximadamente R$4.000,00 por mês em cada um (R$8.000,00 no total) contribui acima do teto, que hoje é de R$5.839,45. Logo, ele terá direito a restituição de contribuições pagas sobre o excedente (R$ 2.160,55) nos últimos 60 meses. Além disso, bastará informar a um dos dois empregadores o valor com o qual contribui na outra fonte pagadora para solicitar que ele efetue o desconto de forma apenas a complementar o teto previdenciário.

​É muito importante saber também que quando você contribui acima do teto em mais de uma fonte você tem direito a restituições referentes a essas contribuições realizadas nos últimos 60 meses. 

Sim, o INSS erra, então…

-SE VOCÊ TEVE SEU BENEFÍCIO INDEFERIDO PELO INSS, PROCURE UM ADVOGADO, VOCÊ PODE SIM TER DIREITO AO BENEFÍCIO PLEITEADO.

-SE VOCÊ TRABALHA EM MAIS DE UM LOCAL E A SOMA DO SEU SALÁRIO ULTRAPASSA O VALOR DE R$5.839,45 VOCÊ TEM DIREITO A RESTITUIÇÕES DOS VALORES PAGOS SOBRE O EXCEDENTE PELOS ÚLTIMOS 60 MESES E A CESSAÇÃO DOS DESCONTOS SOBRE O VALOR QUE EXCEDER O TETO PREVIDENCIÁRIO!

Para saber mais e agendar uma consulta ligue para: (31) 3956-1000, ou clique no botão abaixo e preencha o formulário em nossa página inicial que entraremos em contato!

Como Regularizar Seu Imóvel

Desvio de função nada mais é do que quando o funcionário é contratado para determinado cargo, mas realiza trabalhos sem qualquer relação com aqueles que seriam normais à sua função.

Leia mais »

Holding Patrimonial

Você sabia que os custos para receber uma herança são bastante altos, mesmo que seja possível realizar o inventário extrajudicial, aquele realizado em cartório?

Leia mais »

Desvio e Acúmulo de Função

Desvio de função nada mais é do que quando o funcionário é contratado para determinado cargo, mas realiza trabalhos sem qualquer relação com aqueles que seriam normais à sua função.

Leia mais »

O INSS ERRA

Benefício Negado? (Indeferido)
Você sabia que o INSS erra com enorme frequência? Isso mesmo, muitas pessoas têm o benefício negado injustamente pela previdência. Por que isso ocorre?

Leia mais »

StartUps, o que São?

Não há um consenso sobre a definição do conceito de “startup”, no entanto, alguns autores preferem limita-lo a um negócio que opere sob condições de extrema incerteza e possuam um produto repetível e escalável, ou seja, um produto/serviço inovador e que possa crescer em alta velocidade.

Leia mais »

Aposentadoria por Idade

Aposentadoria por Idade Regra Geral

A aposentadoria por idade é devida ao trabalhador urbano que comprove ter realizado 180 contribuições mensais ao INSS e ter idade mínima de 65 anos sendo homem ou 60 anos sendo mulher.

Leia mais »
×